• Instituto Não Aceito Corrupção

Livro faz balanço dos 200 anos de independência do Brasil

Será lançado neste 7 de setembro, o livro “200 anos de Independência - Das margens do Ipiranga à margem da sociedade”, que reúne análises de especialistas como o jornalista Merval Pereira, o Professor Gonzalo Vecina Neto, além do ex-Ministro da Educação e atual presidente da SBPC Renato Janine Ribeiro, entre outros intelectuais brasileiros.


O INAC- Instituto Não Aceito Corrupção e o MPD- Movimento do Ministério Público Democrático lançam a obra pela editora Quartier Latin exatamente na data comemorativa. A coordenação do livro é do procurador de justiça criminal do MPSP e presidente do Instituto, Roberto Livianu, e da professora de Ciência Política da UNESP, Rita Biason, cofundadora do Instituto.


Será lançado com autógrafo, coquetel e mesa de debates (das 11 às 12h) com Vecina, Janine, Livianu e Biason, neste dia 7 de setembro, das 11h00 às 15h00, na Livraria da Vila, Rua Fradique Coutinho 915 , Vila Madalena, com a presença de vários autores. A mesa de debates terá mediação da jornalista do Estadão Kátia Bembatti, presidente da ABRAJI- Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Custará R$ 118,00 e terá 320 páginas.


Conceituado time analisa o Brasil em várias vertentes


Foi reunido um time de conceituados especialistas em diversas áreas do conhecimento humano para fazer uma grande análise sobre os 200 anos do Brasil desde a independência.

Paulo Garrido escreveu sobre Direitos da Infância; Ricardo Prado sobre Direitos Humanos; o idealizador do SUS e ANVISA no Brasil, Gonzalo Vecina fez um retrospecto da saúde; o ex-ministro Renato Janine e hoje presidente da SBPC analisou a educação.


Roberto Livianu e Rita Biason escreveram sobre corrupção; O ex-embaixador Rubens Barbosa sobre relações internacionais; o imortal Merval Pereira sobre jornalismo e comunicação, o presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB Irapuã Santana, sobre racismo.


Partidos políticos, relações familiares, inovação, violência contra a mulher, indígenas e outros temas estão na obra, que tem texto de apresentação do presidente da Academia Paulista de Letras, José Renato Nalini, ex-Secretário da Educação e ex-Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo.

22 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo